quarta-feira, 2 de maio de 2007

Se eu tivesse o vento

eu dançaria...
e voaria pelos céus,
em busca de tudo que nao se deve ser
mas ter,
como uma utopia,
baseada em devaneios,
sondada por todos,
tornando-se nada...

ainda que, em verdade digo,
fosse exilado de um pequeno paraiso,
condenado a um mundo sem ideias,
dançaria,
teria o vento,
sentiria o vento,
eu,
apenas eu...

eu-vento...

Um comentário: