domingo, 5 de agosto de 2007

Canto da Noite Escura

Na noite escura,
De joelhos sobre chão de estrelas
Sorrir e chorar
Correr e parar


Será?


Há de ser,
Enquanto durar
Como canto de alma
E fogo de Fênix


Oh, mãe, minha Rosa morreu
Meu Lírio se esvai…
E o meu amor não me quer


Sorri, filho
Ainda é noite de estrelas
E a Lua não se mostra chorar
Pense nos sonhos...


Oh, mãe, minha Rosa se dissipa
Meu Lírio já se foi
E o meu amor não me quer


Sorri, filho
Ainda é noite de estrelas
E a Lua se põe a dançar
Pense nos sonhos…


Mãe, me toma em teus braços
Me esconde em teus abraços


Sim, filho.
Vem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário