domingo, 5 de agosto de 2007

Tato

Os dedos deslizavam
Por entre teus negros cabelos
E sentiam a doçura de tua superfície

Eu me aventurei pelos arredores,
E tua audição toquei
(Suave e delicada)

Estava quente,
E meu tato se alegrou

Meus olhos se fecharam
E, sobre minha pernas, tu se moveu
Se levantou e me fitou

Minhas mãos escaparam
E tua cabeça fugiu
Mas não foi longe,
Eu não deixei

Sentia tua audição
E deslizei minha mão

(Teus olhos castanhos me fitavam)

Tua pele suave,
Clara e cuidada...
Teus olhos castanhos que
Me assombrava

Se aproximaram...
Me devoraram...
Eu senti...

Foi bem assim:

2 comentários:

  1. que lindo, sabe gostaria que um dia alguem falasse exatamente isso pra mim, belissimo.....

    ResponderExcluir