segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Dayanne (Acrostico nº 5)

Doravante a vida se extinguiu…

As verdades desfaleceram

Yin e Yang se tornaram o Ser ou

As pequenas mentiras que se fartam de Poder…

Nada mais respira

Ninguém mais quer saber…

Eis que estamos todos condenados ao Nada Primordial…


Henrique Santana C.

Nenhum comentário:

Postar um comentário