quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Sonhei

Sonhei

Um mundo verde

Onde fui Rei

Por um segundo

Mas, não

Nenhum súdito ouvia a mim.


Tive o dom

Tentei navegar

Um rio

De puro monóxido de

Algo que não vi


Estou cheio

Desse choro de criança

Dessa falta de fé

E tudo quer silencio

Silencio…


Este foi

Meu testamento

Para o fim

De todo o tempo


Estou querendo um alarme

Estou implorando um aviso

Quero apenas um motivo

Pra partir


Tenha uma idéia grande

Um mundo de verdade só seu


Um aviso, um carma

Chame-me logo

Tudo que quero é partir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário