sábado, 22 de dezembro de 2007

Vigiai, vigiai

Vigiai, pois chego em breve.
Um segundo ou um tempo
Peixes e criaturas tremam.

Tente ser o que não pode
Faça parte do que se esconde.

Este sempre será A.
Aquela Z.
Você seja, seja… o que quiser.
Eu chego logo
Ah sim, bem de repente.

Eu queria poder ajudá-los
Mas não posso não
Estive um tanto de tempo ocupado
Amarrando meus sapatos
Mal-acabados
E acabei por me demorar.
Não posso lhes contar nem cantar, ou ajudar.

Mas venho logo.

Venho, vou e fui.


Você nem vai perceber.




n.a: eu odiei...

Nenhum comentário:

Postar um comentário