quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Desejo[s]

E havia um desejo,

Caramelado com o pesar de um beijo.

E teus dedos morenos transitavam por entre meus cabelos,

Um doce afago, silenciando um arteiro ensejo.


E também aquele som.

O timbre da tua voz me dava o tom,

Como o encontro do sol e da lua:

Teu olhar molhado de alegria, tua pele nua.


Como ar que me sustenta,

O teu amor me alimenta.

No ritmo da água, um suspiro.

No encontro dos olhos o delírio.


Não há nada a temer.

Tudo somos nós

E o nós só quer sentir.

Pra quê negar o anseio?


Se na verdade tudo que eu desejo, é o que você quer de mim.

Um comentário:

  1. Afff
    Senti o arrepio espinha acima rsss
    Coisa linda, ô poeta que eu não
    me canso de dizer que amo.
    Amo te em cada letrinha
    Deliro em cada verso teu.

    ResponderExcluir