terça-feira, 17 de maio de 2011

Fragmentos

— Sim, e é uma pena que algo tão banal, como uma cegueira voluntaria, os impeça.
— É uma pena saber que, lá no fundo, eu e você somos exatamente iguais a esses insetos.
— Realmente. Mas há esperança?
— Sim, ou não.

Silêncio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário