sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Adeus você, eu vo-

Quando eu for embora
Assim
De canto
Por favor, Golias, não chora.

Nos mata de uma vez
E leva a culpa lá pra fora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário