terça-feira, 3 de julho de 2012

Eu vou bem, obrigado.

Ah, 
Mas
se eu te falasse
Sobre todas essas coisas
Essas doses solitárias de gin
Esse cigarro que não apaga
Se eu te contasse sobre essas dores no peito
Essas coisas que a gente enrola, abraça, chora 
Só para querer correr, parar, olhar e falar a verdade:
Falar disso: e daquilo: e do que passou e se foi - da saudade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário